jump to navigation

Sobre Algumas Séries VIII 08/01/2012

Posted by leilakalomi in Séries.
Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , ,
2 comments

Sou viciada em séries. Eu sei, já disse isso antes, mas como qualquer vício, com o tempo adquire-se uma certa resistência, o que nos faz aumentar cada vez mais a dose. O problema é que são apenas 24 por dia e o tempo fica curto para tantas séries. Poderia abrir mão de algumas, mas sabe como é o danado do vício, a gente não consegue se livrar dele assim tão facilmente. Mas o final de ano me deu uma certa folga e consegui pôr em dia os episódios atrasados. Aqui vão algumas considerações. Sobre dublagem escreverei mais tarde.

2 Broke Girls eu ainda não descobri se gosto, mas não é ruim. Suburgatory não consegui passar do segundo episódio. Muito ruim e muito americano pro meu gosto.

* Alphas ainda não descobri se gosto, mas é interessante.

* American Horror Story – Não gosto de filmes de terror, mas não sei porque (deve ser o mardito vício) comecei a assistir e gostei. Deve ser por causa daqueles olhos azuis maravilhosos do Dylan McDermott. A história é bem interessante e Jessica Lange dá um banho como uma vizinha pra lá de misteriosa. Pena que o elenco não vai continuar o mesmo na próxima temporada.

* No mesmo filão, The Walking Dead voltou melhor do que na primeira temporada! A primeira parte da segunda temporada foi maravilhosa. Quando será que vamos descobrir como surgiu a epidemia de zumbis, se é que vamos descobrir? Que venha logos os episódios que faltam!

* A terceira temporada de Ashes To Ashes eu descobri por acaso zapeando na HBO. Finalmente descobrimos o que aconteceu com a mocinha Alex e com Sam Tyler. Deu pena da série acabar, mas série inglesa é assim mesmo, tem vida curta (tirando Dr. Who).

* Continuo gostando de The Big Bang Theory. Ainda é muito engraçada, especialmente se você é nerd e entende as piadas. Eu entendo……..

* Interessante ver Tom Selleck como um pai de família viúvo em Blue Bloods. Eu ainda tenho na memória o Magnum da década de oitenta. É, tô ficando velha. A série é boa. Estou esperando pela segunda temporada.

* Meu Deus, o que foi aquele último episódio da segunda temporada de Boardwalk Empire??????? Quando terminou estava boquiaberta. O quê? Nucky matou o Jim? Como??????? Estou sem acreditar até agora. Que clifthanger fantástico. Adorei!, embora ache que a terceira temporada vai perder muito sem o embate entre Nucky e James, mas vamos ver o que os roteiristas irão aprontar.

* Foi legal a solução que teram para a gravidez da Emily Deschanel em Bones. Só assim ela e Booth resolveram se entender. Tava um empata f#*a danado.

* Breaking Bad continua MARAVILHOSA!!!!!!!!!!!!! Agora, o que a AXN fez com a quarta temporada só deve ser fruto de um programador que bebe, fuma ou cheira muito. Uma das melhores séries da atualidade sendo exibida de segunda à quinta às 11 da noite? Só gente muito sem noção pra fazer isso. Bola pra lá de fora da AXN.

* Vi todos os dez episódios de Enlighted e não consegui descobrir se gostei ou não. Às vezes me pareceu ótima, às vezes, uma porcaria. Pelo menos vai ter uma segunda temporada e, quem sabe, poderei fazer um melhor juízo. Em tempo: levei um susto quando vi a Laura Dern, especialmente em HD. Gente, como ela embarangou! Parece que é muito mais velha do que é e ela só tem 44 anos. Nossa……  Bored To Death morreu. Que série mais Bored! Não aguentei ver mais de dois episódios. Muito, mas muito bored. Outra que morreu foi Hung. Não era ruim, mas não me consquistou, sei lá porque….

* Frige continua ótimo. Não entendo porque John Noble nunca ganhou um prêmio pelo atormentado walter. Mais uma dessas idiosincrasias hollywoodianas…

* Precisaria ver de novo Game Of Thrones ou ler o livro, mas sinceramente, não me animei ao ver o calhamaço que é o livro. Gostei muito, mas confesso que me perdi um pouco com tantos reinos e famílias e nomes, etc…. Agora, foi muita falta de sacanagem matarem o Sean Bean, ou como diria a Homônima, o “Shambinho”. Estou ansiosa pela segunda temporada.

* A Gifted Man é um Medium de calças, mas eu convivi no meio da neurocirurgia por um tempo e devo dizer que o ego deles é assim mesmo. Um bando de ególatras. A série é assistível. Não sei se emplaca uma segunda temporada. House eu penso em desistir, mas aí vem um episódio legal e vou continuando a assistir. Fazê o quê, né? Vício é viciante….

* Gravity foi outra série que lamentei ter um fim prematuro. Tinha um humor negro muito, mas muito negro. Lamento.

* Finalmente uma atriz de meia idade teve uma chance em Harry´s Law. Kathy Bates dá um show como uma advogada com cabelinho nas ventas. E viva a terceira idade!

* Judging Amy eu desisti, não que a série fosse ruim, ao contrário, era muito boa. O que pegou foi o horário absurdo que o Liv programou. Diariamente às 4 da tarde é f#*a.

* Modern Family continua engraçadíssima; agora a Fox tem titica na cabeça em queimar dois episódios por semana. Num instante acaba a temporada. São umas antas. A mesma coisa está fazendo o FX com, na minha humilde opinião, uma das melhores séries da temporada. A impagável Wilfred!!! Quem não viu, veja, baixe na internet, faça escambo, troque pela mãe, faça qualquer negócio que a série é muito, mas muito, mas muito boa. Mas só vale se você não se incomodar com humor rasteiro e chulo. Wilfred virou o meu cão-herói da televisão!!!!!

* Mike & Molly é mediano. É outra daquelas séries que não sei porque vejo. E aquela mãe do Mike, gente, é igualzinha à minha ex-sogra!!!! Creeeeeeepyyyyyyy….

Por agora é só. Depois dou mais pitaco nas séries.

Anúncios

Sobre Algumas Séries VI 01/08/2010

Posted by leilakalomi in Séries, Uncategorized.
Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
add a comment

Andei meio sumida. Embora a entre-safra de séries tenha começado, ainda estou meio enrolada com elas, mas já fechei quase todas. Aqui vão elas:

* Bones acabou de modo interessante. Mas como sou uma anta, li um spoiler e já sei que a sexta temporada começa, dããã, um ano após o final da quinta. Que coisa. Gostei desta temporada. Só gostaria que o Zach voltasse. Daria bons roteiros.

Clique na imagem para ampliar

* Californication é muito interessante. Embora não ache David Duchovny lá um grande ator, adoro a incrível capacidade que Hank Moody tem de fazer merda em tão pouco tempo. E o episódio só tem meia hora. Imagine se tivesse uma hora…. Charlie Runkle, interpretado maravilhosamente por Evan Handler, também não fica atrás no quesito fazer merda. Não perco por nada!

* Crash já acabou e continuo sem saber se gosto da série. Acho que só vou descobrir na segunda temporada. Mas gostei do último episódio. Já é alguma coisa.

* CSI e CSI: NY eu vejo de teimosa e pra ver até onde vai a loucura dos roteiristas. Continuo dizendo que eles ou fumam ou bebem ou cheiram demais. Muito doidos….

* Criminal Minds terminou com um cliffhanger de acabar com as unhas de qualquer um. É pra ficar roendo as ditas até a próxima temporada. Aliás, esta temporada foi a mais soturna de todas. Já começou matando a mulher do Hotch e foi uma desgraça atrás da outra até o final. Ótimos roteiros e interpretações ótimas (especialmente de Thomas Gibson) fizeram desta uma das minhas séries favoritas.

Clique na imagem para ampliar

* Outra que acabou com um cliffhanger de lascar foi NCIS. Cacete, essa série é que nem vinho, quanto mais o tempo passa, melhor fica. Aliás, como o Mark Harmon. A gente viu o cabelo dele ficar grisalho durante os sete anos da série. Mas sou meio suspeita pra falar…

* Já sabia há tempos que Flash Forward tinha partido desta pra melhor, mas até que ela ficou muito interessante no final. O último episódio, o dia que todos viram no futuro, foi muito legal. Pena que tenha deixado um monte de questões em aberto. Afinal o agente Benford morreu ou não na explosão? Pena que ficará no âmbito das conjecturas.

* Ainda não consegui ver o último episódio de The Good Wife, mas ele tá lá no meu DVD gravadinho, só me esperando.

* House foi uma decepção. Essa da Cuddy assumir que gosta dele foi um horror. Na próxima temporada teremos um House família, cuidando da filha da Cuddy. Na minha opinião, a série desceu ladeira abaixo. Decepção total.

* Até que tá dando pra ver Law And Order: Criminal Intent sem o Goren e a Eames. Jeff Goldblum e Saffron Burrows dão o recado direitinho. O chato é que eu, toda vez que vejo a Saffron, me lembro que o Alan Shore (James Spader) tinha o maior tesão pelos três metros de pescoço da atriz em Boston Legal (Justiça Sem Limites).

* Life Unexpected acabou também com um bom cliffhanger. O Baze vai ou não vai se declarar à Cate no dia do casamento dela? Resposta na próxima temporada. Aliás, a Cate é uma chata de galocha. Não sei como tem dois machos atrás dela. Se fosse eu, já tinha dado um pé na bunda dela. Get a life!

* Estou vendo The Middle só pra ver se ela me cativa. Família disfuncional por família disfuncional, sou mais a de Modern Family. Até agora, nada.

* Parenthood não fede nem cheira. É uma típica série-família. Só acho difícil a Lauren Grahan deixar seu lado Lorelei Gilmore. Por enquanto, tá difícil.

Clique na imagem para ampliar

* Star Gate: Universe é disparada e melhor série de ficção científica do momento. Estou aguardando ansiosamente a segunda temporada.

* Depois de vampiros, transmorfos e ménade, temos lobisomens nesta temporada de True Blood. Na próxima, teremos Saci, Mula Sem Cabeça e a Cuca. Dá-me paciência! Mas, a temporada está muito boa. Pra falar a verdade, se eu fosse a Sooky, mandaria o Bill catar coquinho e cairia nos braços do Eric, sem nem pestanejar. E o Jason continua um sem-noção de primeira. Ótimo. O que eu gosto também é a abertura. Gente, o que é aquela música-tema? E que visual! Só a abertura já vale pela série inteira.

Clique na imagem para ampliar

* Men Of A Centain Age começou por aqui e eu já terminei de ver graças ao Sr. Torrent. Adorei a primeira temporada. Espero que seja a primeira de muitas outras. Estou torcendo por ela.

* Finalmente consegui terminar de assistir  Sons Of Anarchy. Cacete, que cliffhanger! Só quero saber como a Gemma vai limpar a barra dela e como vão resgatar o filho do Jax. PQP! Que série!

* Graças ao SR. Torrent, já que não tenho NET digital para ver no Telecine HD, comecei a ver Spartacus: Blood And Sand. A primeira impressão é de um pastiche do filme 300: muita câmera lenta, muito sangue jorrando, muita mulher pelada, muito sexo. Mas a história não me pareceu ruim. Vou aguardar pra ver melhor.

* Também, finalmente, consegui terminar de ver Pushing Dasies e Firefly. O visual do PD é muito legal, com muitas cores e muito humor e as histórias eram muito bem boladas. Pena que ficaram algumas pontas soltas, como o pai do Ned, que só apareceu uma vez. Pena. Já Firefly era a típica série de cowboy no espaço, o que mereceu uma tirada bacaninha e engraçada de Castle, já que Nathan Fillion é ator de ambas. Gostei, embora não tenha amado. Pena que só teve uma temporada.

Clique na imagem para ampliar

* Estou vendo atrasada a quinta temporada de The Closer e continuo gostando muito da série. Só não gostei de terem matado a gata da Brenda Leigh Johnson. Mas a vida de casada dela e os casos continuam muito bons, com um humor negro muito legal. Essa eu vou terminar rapidinho de ver.

É só por hoje. Depois tem mais.

Sobre Algumas Séries II, A Missão 22/02/2010

Posted by leilakalomi in Séries.
Tags: , , , , , ,
add a comment

Eu tentei, juro que tentei, mas não deu. Não consegui fazer o esforço concentrado e assistir a “Lie To Me” e Sons Of Anarchy” neste fim-de-semana. As Olimpíadas de Inverno me tomaram grande parte de sábado e domingo. Adorei ver as partidas de curling e o jogaço de hóquei no gelo entre Canadá e USA. Obviamente que torci pelo Canadá. Mas não há de ser nada. Achei o time Canadense melhor, mas nem sempre o melhor vence.

* Mas vamos ao que interessa. Consegui ver “Lie To Me” todo. Não deve ser nada agradável nem socialmente aceitável conviver com uma pessoa que sabe quando você está  mentindo o tempo todo. Tudo tem seu preço e o preço que Cal Lightman (Tim Roth, maravilhoso) paga é viver quase  à margem da insanidade. Apenas a filha Emily (Hayley McFarland) lhe dá um pouco de lucidez. E na segunda temporada vemos um Cal sendo obrigado a tomar atitudes extremas para manter a filha ao lado, a lidar com o divórcio de Gillian Foster (Kelly Williams) e a pressionar os assistentes Eli Loker (Brendan Hines) e Ria Torres (Monica Raymund). Também temos Mekhi Phifer (Ben Raynolds) defendendo o leitinho das crianças depois de E.R. e a bela Jennifer Beals (Zoe Landau) num papel semi-regular como a ex-mulher de Cal. No meu humilde entender, a série ainda tem muito o que desenvolver e espero que ela dure o suficiente para que isso aconteça. Só tem uma coisa me incomodando: o maldito hábito que o Tim Roth está tendo de inclinar a cabeça. Daqui a pouco ele vai ficar com o pescoço quebrado igual ao David Caruso (CSI Miami). Ele está igualzinho ao Goren (Vincent D´Nofrio, Law And Order C.I.), mas a produção já mandou ele ficar ereto há umas duas temporadas. Ah, o tema de abertura é maravilhoso. A música-tema chama-se “Brand New Day”, escrito por Ryan Star e Max Collins, interpretado por Ryan Star.

* Assisti aos primeiros espisódios de “Sons Of Anarchy”. Cacete, que início de lascar!!!!! Desnecessário dizer que a tensão entre Jax (Charlie Hunnam) e Clay (Ron Perlman) está crescendo e Katey Sagal (Gemma), pra variar, dá um show de interpretação. Quem conhecia a Katey da Família Bundy está se surpreendendo com a matriarca dos SAMCRO. Um viva pra ela. Pena que Adam Arkin (Ethan Zobelle) está atacando agora de vilão. Mas sabe como é, Life foi cancelada e os tempos andam bicudos…. A trilha sonora é ótima, mas não consegui descobrir o autor.

* Amanhã estreia “Flash Foward”. Assisti ao primeiro episódio e achei muito interessante. Vamos ver o desenrolar dos episódios pra ver como os roteiristas desenvolveram a trama. Estou com a mente aberta.

* Assiti aos três primeiros episódios de “Men Of  A Certain Age” e gostei. Certamente não é uma série para adolescente. É a história de três amigos na casa dos quarenta anos. Um é divorciado (Ray Romano, contido e muito bom), Um ator com síndrome de Peter Pan (Scott Bakula, um dos meus atores favoritos, mas ainda um pouco inseguro, pelo menos até onde eu assisti) e um casado (Andre Braugher, de longe o melhor personagem), ainda dependente financeiramente do pai. Até onde vi, gostei. Como a série foi renovada para a segunda temporada, é de se esperar que seja boa, e até onde vi, ela é. Estou torcendo pelo Bakulinha e seus amigos.

* Os deuses ouviram as minhas preces!!!! House volta na próxima quinta. Minha síndrome de abstinência vai acabar!!!!!!

* Faço minhas as palavras da Batata Transgênica: Como foi que o Gibbs tirou o barco do porão???????

* Por hoje é só. Depois tem mais.

Sobre Algumas Séries 07/02/2010

Posted by leilakalomi in Séries.
Tags: , , , , , , , , , , , , , , ,
add a comment

 

Sou viciada em séries de TV. Já deu pra notar, né? Algumas continuam boas, outras, eu não sei porque vejo, já outras estão cada vez melhores. Hoje estreia Nurse Jackie no Studio Universal. Pra mim não quer dizer nada, pois esse canal só existe na Sky e acho, em outra operadora. Mas, graças ao Senhor Torrent, eu já vi e afirmo: que ótima série!  Aliás, ainda não vi nenhuma série do canal Showtime que não seja boa. Junto com United States of Tara, que estreia esta semana na Fox, é uma das minhas séries favoritas no momento. Ah, o Showtime também produz Dexter, The Tudors, Californication, The L Word e por aí vai…

Gente, o que fizeram com o Hotch em Criminal Minds? Foi uma sacanagem o que fizeram com ele. Deu uma peninha…. Teve um episódio em que o Derek Reid fala que nunca viu o Hotch piscar e não é que reparei que ele nunca pisca?! Ponto pro ator Thomas Gibson.

Adorei ver os pais do Gibbs (Ralf Waite) e do DiNozzo (Robert Wagner) em NCIS! Certamente foi um acerto a escolha de tão bons atores para interpretá-los.

NCIS & NCIS LA merecem o tanto de audiência que dão. Enredos muito bons e elencos afinadíssimos fazem dessas umas das minhas séries prediletas. Além do quê, NCIS tem o Mark Harmon…. hummmmmmm……. Foi um achado da produção do NCIS LA escalar a ótima atriz Linda Hunt como a chefona do grupo, assim, meio Gibbs. É hilário ver aqueles agentes durões morrendo de medo de uma tampinha (a atriz deve ter uns 1,40m de altura).

Terça volta o Lost. Espero que o Jeffrey Jacob Abrams saiba o que está fazendo e dê as tão esperadas respostas.

Gosto da Drop Dead Diva, mas não é a oitava maravilha do mundo. É legalzinha.

CSI & CSI NY continuam viajando. Quem escreve os roteiros ou bebe ou fuma ou cheira muito….. CSI Miami não vejo nem debaixo de porrada. É muita canastrice pro meu gosto, além de me dar agonia ver a cabeça abaixada do David Caruso. Parece que quebrou o pescoço.

Heroes tá naquele estágio que não sabe pra onde vai, ou vai pra algum lugar e só eu que não entendi pra onde. Fringe eu gosto. Bastante. The Good Wife tem ótimos roteiros e excelente interpretação da Julianna Margulies.

House, cadê o House!!!!!!!!! Tô com síndrome de abstinência!!!!

Finalmente o Jerry cortou o cabelo (Rasing The Bar). Me dava agonia ver aquela juba despenteada. Outro que precisa cortar o cabelo com urgência é o Dr. Reid (Matthew Grey Gubler) de Criminal Minds.

Não sou chegada a vampiros, mas adoro o Tru Blood e comecei a ver o Vampire Diaries assim, só pra ver como é e até que gostei. Embora seja uma trama adolescente (coisa que não sou mais há MUITO tempo), tem um enredo bem interessante. O problema é o ator principal (Paul Wesley), que tem a força dramática de uma porta. O que salva é o Ian Somerhalder, que interpreta o evil brother Damon Salvatore. Ele almoça, janta e ainda palita os dentes o ator principal. Vale a pena ver só por ele.

Por hoje é só. Depois tem mais.